Resenha | Entre porcos e sangue


Entre Porcos e Sangue foi um dos contos selecionados no 1º Festival de Histórias Sombrias. Rebeca, uma escritora em ascensão, após um ano exaustivo, resolve tirar uns dias e se refugiar no sítio de seu primo, no interior, desligando-se do mundo. Assim que chega, conhece Amanda, neta dos caseiros, uma criança bem peculiar e misteriosa. Ela carrega muitos segredos obscuros e fatais e seus únicos amigos são os porcos, mas com a chegada da escritora, Amanda fará de tudo para se tornar sua amiga. Logo na primeira noite, Rebeca se depara com uma cena aterrorizadora e se prepara para partir no dia seguinte, mas as coisas não saem como ela gostaria. Existe algo muito errado acontecendo no Sítio do Sossego. O segredo que Amanda carrega, vai mexer com as estruturas de Rebeca. Ela tem duas opções: ir embora e fazer de conta que nada daquilo era real ou arriscar sua própria vida e desvendar a verdadeira face do mal. Sejam bem-vindos ao Sítio do Sossego.

Título Entre porcos e sangue| Autor (aBabi Lacerda
Editora Publicação independente | Páginas 28 | Ano 2019


Resenha(s) relacionada(s)
• --- •



História/trama
Rebeca não estava preparada pelo que estava por vim de uns dias de descanso no interior. Estranhos eventos, que envolvem uma simples menina e muitas bizarrices, tomam o lugar da esperada calmaria. 

Escrita/enredo
Interior, um lugar que carrega consigo muitos mitos, crenças... Babi consegue trabalhar com maestria tal tema em seu conto, criando um universo instigante, que faz com que o leitor se sinta inserido nesse meio.
A trama é desenvolvida através de passagens curtas, demarcadas de datas e horários que facitam a compreensão da cronologia, dando agilidade no desenrolar do conto. Velocidade não pode ser confundida com pressa aqui, é notável o empenho da autora na ambientação e elaboração dos personagens,  mesmo com diálogos curtos e poucas páginas.

Ponto forte
A escritora utiliza muito bem da estranheza do interior para criar um ambiente de suspense e bizarrice que nos envolve com facilidade, devido aos conceitos que estão prefixados em nossa mente graças a enorme quantidade de lendas e folclores da cultura popular de raiz.

Considerações finais
Crie o ambiente propício: pegue sua caneca, seu cobertor, procure um cantinho silêncioso, de preferência com pouca luz e saboreie essa obra despretenciosa, mas repleta de esmero, assim como uma bela iguaria do interior.

Nota 



-— Existem feitiços para o bem também, senhora Rebeca. — Disse o senhor João calmamente, tudo depende do que carrega em seu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram