Resenha | O Livro e a Espada


O general Dun-Cadal foi um dos maiores heróis do Império, mas hoje não passa de uma sombra do que foi, embriagando-se no fundo de uma taberna. Traído pelos companheiros e amargurado pelo desaparecimento de seu jovem aprendiz, Dun-Cadal não quer mais saber de política, batalhas, pessoas. É justamente ali, na taberna escura, que a jovem historiadora Viola vai encontrá-lo. Ela procura a Espada do Imperador, uma relíquia desaparecida no caos da revolução que derrubou a monarquia, teoricamente escondida por Dun-Cadal. Viola também espera descobrir quem é o assassino sem rosto que começou a agir na cidade, matando os antigos companheiros do general, que viraram as costas aos seus ideais para aderir à nova República. Graças à moça, o velho guerreiro vai vasculhar as lembranças de uma vida de glória e seus mais terríveis arrependimentos. À medida que ele conta sua história, os fantasmas do passado vêm à tona, reacendendo antigos rancores e a sede de vingança de um homem que se entregou ao caminho da fúria.

Título O Livro e a Espada Autor (aAntoine Rouaud
Editora Arqueiro (Livro cedido pela editora) | Páginas 400 | Ano 2018
Adicione Skoob
Compre Oferta Amazon


Em um universo onde todo o poder de um Império é ameaçado por uma revolução, um general, fiel a forma de governar de seu imperador, lutará para defender aquilo em que sempre acreditou.  Conhecido por muitos e admirado por seus feitos, ele, após quase perder a vida, tomará para si a  responsabilidade  de treinar seu jovem aprendiz, o mesmo que o salvou da morte certa,  para se tornar um renomado e grande cavaleiro e principalmente, para seguir as doutrinas desse Império e lutar por ele. Um laço afetivo nascerá dessa união, entre mestre e aprendiz, porém até onde conhecemos realmente uma pessoa,  seus objetivos,  mágoas, seu passado?  Restará ao general Dun-Cadal descobrir, de modo infeliz, tal resposta.

Como leitora, a maior gratificação ao ler um livro é ser surpreendida por sua história. Adentrar em um universo, pelo qual já se espera determinados acontecimento, mas ao final, ver que na verdade ele ofereceu muito mais, é simplesmente maravilhoso. E foi assim com a obra de Antoine Rouaud, que de "mais um", passou para uns dos quais mais admiro do gênero, ficando junto com àqueles que realmente conseguiram deixar sua marca.

O Livro e a Espada é um livro único, uma história distinta das demais.  Nele conhecemos personagens cativantes, que evoluem e ganham nossa afeição a cada página. Tomamos suas dores, seus sentimentos, evoluímos juntos... Queremos estar ali, participando de cada evento, travando batalhas por um bem maior. 

Acontecimentos inesperados, que surpreendem e deixam o leitor ávido por sempre mais, são constantes. Fui pega de surpresa em várias partes do livro e como consequência, me vi presa na leitura, até o seu fim. E como finalizar uma história como esta? Foi-se necessário parar em vários momentos para absorver os acontecimentos, pensar naquilo que acabara de ler e principalmente lidar com os sentimentos que jorravam desenfreadamente. 

Rouaud ganhou minha admiração ao trazer em sua obra, um universo tão singular, com direito a dragões, magia, batalhas épicas, o velho e bom romance e principalmente a questão de trabalhar as relações humanas, e muito mais! Essa é uma obra que agradará todo leitor, não somente os admiradores de uma boa fantasia, mas qualquer um que busque uma história rica em conteúdo, prazerosa e, novamente, marcante! Fica agora a difícil tarefa de lidar com a espera da continuação, uma muito tarefa complicada, aliás! 

Aquele homem tinha lhe ensinado tudo, tinha lhe dado tudo, sem nunca desconfiar de suas intenções. Um homem que ele já julgara antes mesmo de conhecer, mas pelo qual, com o tempo, acabara por se afeiçoar. (...) Aquele homem, apesar de toda a sua insolência, nunca deixara de amá-lo como um pai ama seu filho. 


ANTOINE ROUAUD nasceu na França em 1979 e passou a infância escrevendo histórias, imaginando roteiros e compondo canções antes de entrar para o mundo do rádio. Hoje em dia ele é redator e trabalha com premiadas radionovelas. O Livro e a Espada foi indicado ao David Gemmel Awards como melhor estreia literária.

7 comentários:

  1. Eitaaaa amei a premissa do livro! Não costumo ler muitas coisas nesse estilo mas quero me aventurar mais hahaha <3 amei sua resenha.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Li alguns livros de fantasia, porém não é meu gênero favorito. Mas a história desse livro, parece bem interessante. A premissa me deixou curiosa. Não conhecia a obra e nem o autor. Anotei a dica e espero que em breve possa ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. É muito bom quando uma obra nos surpreende completamente e foge daquilo que esperavamos, ne? Eu nao fazia ideia do que se tratava essa obra e essa é a primeira resenha que leio sobre, mas já adorei! Tenho procurado ler mais fantasias entao certamente usarei sua dica.

    ResponderExcluir
  4. Ola lindona, estou doida para ler esse livro, melhor agora sabendo que é livro único, gostei da premissa do livro. Adoro personagens que tem histórias a compartilhar com o leitor. Dica anotada. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  5. Primeiro preciso dizer que amei muito os detalhes do seu blog! Coisa linda!
    Gostei de saber sobre esse livro, ainda não tinha lido nenhuma opinião sobre ele. Já fiquei curiosa e querendo provar da escrita do autor.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem???
    Estou morrendo de curiosidade por esse livro, adoro esse estilo e ainda não sei porque não solicitei para a editora ainda. Sua resenha ficou incrível e já estou louca para ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Tenho visto críticas positivas sobre esse livro e fiquei bem empolgada para conhecer a história. Confesso que amo um romance nos livros, mas aliar ele a fantasia é maravilhoso.
    Amei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir