Resenha | Quando a Bela Domou a Fera

Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, "Quando a Bela domou a Fera" é uma releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos.
Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.
Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.
No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?

Título Quando a Fera Domou a Fera | Autor (a) Eloisa James
Editora Arqueiro (Livro cedido pela editora) | Páginas 311 | Ano 2017
Adicione Skoob
Compre Oferta Amazon


Linnet, uma das mais belas damas e charmosas da sociedade londrina e o melhor partido da temporada, se vê envolta a um escândalo ao ser cortejada pelo príncipe, e torna-se uma pária na sociedade. Seu pai e sua tia  não encontram saída a não ser oferecê-la em casamento ao filho de um duque que está desesperado para casar seu filho, e se for alguém que o ligue à realeza melhor ainda! Linnet então parte em direção ao País de Gales em uma tentativa de conquistar o homem que será a salvação de sua reputação: Piers, o conde de Marchant. 

Piers é conhecido por ser um médico extraordinário, mas com um gênio difícil, literalmente uma Fera, e não está nem um pouco inclinado a se casar muito menos com alguém escolhido pelo próprio pai. Com o passar do tempo é impossível negar a atração existente entre os dois, será que a "Fera" se renderá ao charme de Linnet mesmo sendo alguém escolhido por seu pai, o qual tanto tenta se distanciar? Ou será que Linnet  deixará a aparência e o temperamento de Piers de lado e se apaixonará por alguém que não seja o Príncipe?

Mais uma vez aqui estou  fazendo uma resenha de uma história de uma recontagem do meu conto de fadas favorito: A Bela e a Fera, porém este destaca-se dos demais por a Fera ser retratada como um médico à la Dr. House, o que deixa o personagem de Piers muito mais interessante, e apesar de sua personalidade difícil, é um médico determinado a ajudar o próximo.  

A narrativa é leve e envolvente, com pitadas de erotismo e humor (impossível não ser engraçado os encontros entre Piers e Linnet, cujas personalidades são altamente sarcásticas e irônicas), rica em detalhes culturais da época retratada, fugindo dos cenários normalmente retratados nos romances de época envolvendo salões de baile. A autora me surpreendeu demais com esta história, achei que fosse mais do mesmo, porém fui surpreendida do início ao fim, pois não se atém aos rumos da história original. Eloisa James criou uma obra maravilhosa, original, única, com lições valiosas sobre amor, perdão e aparências, a qual vale muito a leitura! De todas as releituras de A Bela e a Fera, esta é a minha preferida com toda a certeza. Mal posso esperar para ler as outras obras da autora que já tornou-se uma das minhas preferidas.



ELOISA JAMES escreveu seu primeiro romance depois de se formar em Harvard, mas o manuscrito foi rejeitado por todas as editoras. Depois de obter mais alguns diplomas e arranjar emprego como professora especializada em Shakespeare, ela tentou novamente, dessa vez com mais sucesso. Mais de 20 best-sellers depois, ela dá cursos sobre Shakespeare na Fordham University, em Nova York, é mãe de dois filhos e, numa ironia particularmente deliciosa para uma autora de romances, é casada com um legítimo cavalheiro italiano.

OUTRAS RESENHAS | 

Nenhum comentário:

Postar um comentário


@hojeediadelivro