RECEBA NOVIDADES

Envie seu e-mail


21 de abr de 2017

Resenha | Minhas conversas com o diabo #1

Carine Ferreira 14💬
“Cortem a criança ao meio e dê cada parte a uma mulher”, disse o Rei Salomão, diante das duas mulheres que reclamavam a maternidade de um bebê. De modo que a mãe verdadeira imediatamente protestou, pois preferia ver o filho ser entregue à outra que assistir a morte do inocente, sangue de seu sangue, diante dos seus olhos. Salomão soube, assim, que esta que agora cedia à disputa era senão a matriarca verdadeira, ao contrário da outra, que concordara com absurda sugestão do rei.
A famosa cena é apenas uma amostra da vasta sabedoria do Rei Salomão, que dizem que era inspirado por Deus.
Mas há uma lenda antiga que diz que os profundos conhecimentos do rei sobre todas as coisas não vinham unicamente do Criador, mas dos servos daquele que vem, rouba, mata e destrói. No total, Salomão conjurou, ouviu e registrou para si os saberes reunidos de 72 demônios. Ao fim da empreitada, o monarca aprisionou os caídos em um jarro de bronze, o selou e o lançou no fundo de um lago.
Mas os babilônios, vendo tal cena, acreditaram que lá haviam tesouros reais e foram resgatar o artefato, sem que ninguém os vissem. Encontraram-no após dias, abriram-no e concederam a liberdade, outra vez, aos 72 anjos da escuridão. Libertos da clausura, voltaram a percorrer o mundo para atentar, ludibriar e mentir contra os homens – cada um com suas artimanhas, joguetes e aparência.
Do mesmo autor de “A terra por onde caminho”, “Minhas conversas com o diabo”, de Mário Bentes, reúne uma coletânea de contos onde tais potestades da terra e do ar encontram-se com seres humanos que, ao contrário dos reis e de outros homens de poder, almejavam coisas simples: reconhecimento profissional, rever um familiar desaparecido ou ter uma nova chance pelo amor. Mas os saberes arcanos, repassados pelos caídos, têm seu preço: seja ele em peso de ouro, prata ou carne. E, cedo ou tarde, eles voltam para cobrar a conta.
Título Minhas conversas com o diabo #1 | Autor (a) Mário Bentes 
Editora Lendari (Livro cedido pela editora) | Páginas 168 | Ano 2016 | Classificação 5/5
Adicione SkoobCompre Oferta



Não se assuste com a capa e o título desse livro, pois "Minhas conversas com o diabo" é uma obra perspicaz e de intensa criatividade.

É muito gratificante ver que nossos autores brasileiros estão conquistando cada vez mais espaço entre os corações dos leitores e se destacando com obras que geram grande reconhecimento e admiração. Mário Bentesé, com certeza, parte dessa gama.


A obra é uma antologia e também a primeira de uma série de sete livros. Nela acompanhamos vários tipos de personagens, comuns e semelhantes a nossa realidade, que possuem seus problemas, medos e desejos, e que em situações simples acabam se envolvendo, de alguma maneira, com algum tipo de demônio e realizando seus desejos mais singelos, como o de um garoto que aspira o retorno de seu pai e que, na inocência, acaba selando um pacto e garantindo a realização do mesmo, ou o desejo de uma simples e desafortunada jovem, que almeja uma vida nova e diferente, desejos simples, mas que acabam tendo um alto preço depois.


Muitas vezes me peguei surpreendida com o final dos contos e um excelente exemplo disso é "A mulher que me amou". Esse conto, tão assustadoramente tocante e comovente, me deixou boquiaberta com a genialidade de Bentes, o cara é sinistro no que faz!


Dilemas são abordados em uma narrativa fluída – escrita em terceira pessoa –, bem desenvolvida e envolvente. Mário Bentes soube criar uma rica antologia e vale ressaltar que "Minhas conversas com o diabo" não é uma obra voltada a demonologia ou um estudo sobre o assunto, ela vai mais além, temos uma reflexão, uma análise da psique humana, trabalhada de forma simples pelo autor, resultando em uma excelente obra e como o próprio livro nos diz: "estas não são histórias de demônios, mas de humanos".

MÁRIO BENTES é jornalista e escritor. Autor de “A terra por onde caminho” (2012), organizador de “Quando a selva sussurra: contos amazônicos” (2015) e "O último Gargalo de Gaia: distopias, steampunk e dias finais" (2017). CEO da Lendari.

14 comentários:

  1. Oxi eu sou uma leitora muito medrosa viu, esse não e um livro que eu leria, mais fica aqui minha curtida ao resenhista corajoso. Um dia se eu tiver coragem de ler eu volta aqui para comentar, mil beijos

    ResponderExcluir
  2. Esse livro me assustou já pelo nome, quando vi a capa então... Mas quando vi a história tudo se acalmou (mais ou menos pq os pactos ainda me deixam tensa) rs. Que demais ver uma postagem dando espaço a um autor nacional, ver nossos profissionais sendo valorizados. Tomara que isso aconteça cada vez mais <3 mas bacana saber que são contos, parecem bem misteriosos. Amei o post

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que coletânea de contos. Eu quero! Poucas resenhas são escritas com tanta paixão quanto a que eu li aqui. Perfeita! Adoro contos. Os melhores mais ainda, haha.

    Excelente trabalho, Carine!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Não conhecia o autor e nem o livro, mas achei a ideia bem interessante. Apesar de não fazer muito o meu estilo, eu gosto de contos, então daria uma chance sim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Achei a premissa bem interessante, já que estou me aprofundando um pouco em literatura com temática sobrenatural. O enredo do livro me lembrou uma série de tv americana chamada Brimestone... acho que você gostaria também.

    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  6. Parece ser ótimo o livro, adoro finais surpreendentes, estimula a leitura. Parabéns pela resenha! Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Oi! Achei muito interessante, adoro esses livros "desconhecidos", geralmente são grandes achados. Obrigada pela indicação!

    Beijos,
    Amanda.
    Metamorphya••• Particpe do Sorteio de 1 Ano do Blog!

    ResponderExcluir
  8. Parece ser uma obra muito interessante, fora que adoro conhecer livros de autores nacionais. Fiquei bem interessada!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da resenha, mesmo não fazendo muito meu gênero. Pareceu interessante e diferente. Sou apaixonada por autores nacionais.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. heeey, você abordou de forma muito explicativa, gostei <3

    ResponderExcluir
  11. Oi, Carine. Tudo bem?
    Olha, confesso que fiquei um pouco decepcionado com a sinopse do livro. Ela simplesmente não chamou a minha atenção. Em contrapartida, eu adorei ler a sua resenha, pois pude perceber com mais facilidade a proposta do livro. Eu não tenho uma relação muito boa com histórias que abordam seres sobrenaturais, diga-se demônios, mas fiquei interessado nesse por conta das reflexão que você apontou que existe na narrativa. Gostei bastante da resenha.
    Abraço!

    meuniversolb.wixsite.com/meuniverso

    ResponderExcluir
  12. Olá tudo bem?
    Não conhecia esses livros, porém parecem ser bem legais. Parabéns pelas resenhas.
    beijos, blog encrespa

    ResponderExcluir
  13. Confesso que a princípio não gostei da capa, mas acho que ela serve ao seu propósito : impacta, chama a atenção.
    O tema do livro também não curti muito, mas é algo que ainda sim é curioso.
    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Uau, não conhecia o autor ou o livro e fiquei super interessada, adoro esse tipo de leitura! Valeu pela dica e parabéns pela resenha, instigou minha curiosidade! Bjs!

    ResponderExcluir

BOOK LAUNCH
Lançamentos mensais!
Fique por dentro dos lançamentos das editoras parceiras.
Resenhas
da Ordem!
Confira o veredito dos livros das melhores editoras do Brasil.
NEWS
Confira as última notícias sobre tudo.
Hoje é dia de...
Vem descobrir!
Confira nossa breve opnião sobre as mais variadas coisas!
Você
sabia?
Curiosidades que vão além do mundo literário!
Listas
Confira a nossa seleção de diversos conteúdos!

Copyright © 2014 | 2016, Hoje é dia de Livro
Versão 2.1 | Hoje é dia de Livro