RECEBA NOVIDADES

Envie seu e-mail


12 de dez de 2016

PROPAGANDO | Ninféias Negras

Hoje é dia de livro 0💬
“Uma obra-prima deslumbrante, inesperada e assombrosa.” – Daily Mail

Vencedor de cinco prêmios literários, Ninfeias negras foi o romance policial mais premiado da França em seu lançamento.

Giverny é uma cidadezinha mundialmente conhecida, que atrai multidões de turistas todos os anos. Afinal, Claude Monet, um dos maiores nomes do Impressionismo, a imortalizou em seus quadros, com seus jardins, a ponte japonesa e as ninfeias no laguinho.É nesse cenário que um respeitado médico é encontrado morto, e os investigadores encarregados do crime se veem enredados numa trama em que nada é o que parece à primeira vista. Como numa tela impressionista, as pinceladas da narrativa se confundem para, enfim, darem forma a uma história envolvente de morte e mistério em que cada personagem é um enigma à parte – principalmente as protagonistas.Três mulheres intensas, ligadas pelo mistério. Uma menina prodígio de 11 anos que sonha ser uma grande pintora. A professora da única escola local, que deseja uma paixão verdadeira e vida nova, mas está presa num casamento sem amor. E, no centro de tudo, uma senhora idosa que observa o mundo do alto de sua janela.
Num vilarejo, viviam três mulheres. A primeira era má; a segunda, mentirosa; a terceira, egoísta.

O vilarejo tinha um belo nome de jardim. Giverny. A primeira mulher morava num grande moinho à beira de um regato, a segunda ocupava um apartamento sobre a escola primária, a terceira vivia com a mãe numa casinha de paredes descascadas.

As três tampouco tinham a mesma idade. A primeira tinha mais de 80 anos e era viúva. Ou quase. A segunda tinha 36 e nunca havia traído o marido. Ainda. A terceira estava prestes a completar 11 anos e todos os meninos de sua escola queriam ser seu namorado. A primeira só usava preto, a segunda se maquiava para o amante, a terceira enfeitava os cabelos para que voassem ao vento.

As três eram bem diferentes. Tinham, porém, um ponto em comum: todas elas sonhavam em ir embora. Sim, ir embora de Giverny, esse vilarejo que provoca em tantas pessoas a vontade de atravessar o mundo inteiro só para ali passear por algumas horas.

Todas as três consideravam o vilarejo uma prisão, um grande e belo jardim, mas cercado por grades. Como a área externa de um asilo. Uma ilusão de ótica. Um quadro no qual seria impossível ultrapassar os limites da moldura.


DADOS TÉCNICOS
Edição: 1ª
Ano: 2017 
Número de páginas: 352  
Acabamento: Brochura
Formato: 16 X 23 CM
(COMPRE)
ADDSkoob

0 comentários:

Postar um comentário

BOOK LAUNCH
Lançamentos mensais!
Fique por dentro dos lançamentos das editoras parceiras.
Resenhas
da Ordem!
Confira o veredito dos livros das melhores editoras do Brasil.
NEWS
Confira as última notícias sobre tudo.
Hoje é dia de...
Vem descobrir!
Confira nossa breve opnião sobre as mais variadas coisas!
Você
sabia?
Curiosidades que vão além do mundo literário!
TOP
5
Confira a nossa seleção de diversos conteúdos!

Copyright © 2014 | 2016, Hoje é dia de Livro
Versão 2.1 | Hoje é dia de Livro