RECEBA NOVIDADES

Envie seu e-mail


17 de nov de 2016

Resenha | Mago: Mestre

Hoje é dia de livro 0💬
Título Mago - Mestre
Autor (a)  Raymond E. Feist
Editora Arqueiro
Páginas 416
Ano 2016
Classificação 5/5
(COMPRE EM OFERTA)
(CONTEÚDO ESPECIAL)

Passaram-se três anos desde o terrível cerco a Crydee. Os três rapazes que eram melhores amigos se encontram agora a quilômetros de distância uns dos outros. Pug, um escravo dos tsurani, está prestes a se tornar um dos maiores magos que já existiram. Tomas, um grande guerreiro entre os elfos, arrisca-se a perder sua humanidade para a armadura encantada que veste. Arutha, Príncipe de Crydee, luta desesperadamente contra invasores e traidores para salvar seu reino.
Mestre, segundo livro da série A Saga do Mago, é recheado de aventura, emoção e ameaças tão antigas quanto o próprio tempo. Nele, Raymond E. Feist volta a provar que é um dos maiores nomes da literatura fantástica contemporânea.
●●●

Adentrar novamente no universo presente nas linhas de Feist e reencontrar personagens, que marcaram desde suas primeiras aparições, foi algo inigualável. Regressar para uma história, nunca antes foi tão necessário e esperado! 


Com primícias de novas aventuras e novos perigos, "Mago: Mestre", segundo volume da série escrita por Raymond E. Feist, cumpre com a promessa de expor algo ainda melhor do que o apresentado no primeiro volume (RESENHA). Magia, criaturas mágicas, seres místicos são novamente figuras presentes nessa história, que se tornou um exemplo de fantasia épica, sendo referência para outras obras, desde o seu lançamento em 1982.

Feist, apresenta um novo lado da situação originada no primeiro livro: A guerra entre as nações de Midkemia e Kelewan, possibilitando aos seus leitores, conhecerem um pouco mais da cultura dos invasores Tsuranis e suas motivações, suas crenças, sua política, etc.


Nesse meio, acompanhamos Pug, ainda escravo, convivendo durante quatro anos de guerra em Kelewan. Com a vida totalmente mudada, seu lado mago se encontra adormecido até o momento em que é posto a prova em novas situações que transformam de vez seu caminho e sua vida.


Um dos pontos que mais me agradou no livro, foi a distribuição de espaço/tempo entre os personagens, onde a história passa a ser não de apenas um, mas sim de vários. Não ficamos presos apenas aos pensamentos e situações de Pug, ao contrário, também nos envolvemos com os conflitos de outros, como os de Arutha, Martim, Tomas... Velhos personagens estão presentes, fazendo um belo contraste com novos, que acrescentam papéis importantes no desenrolar da história. 

Como já havia escrito na resenha do primeiro volume da série, Feist consegue provocar e despertar nossa imaginação com sua escrita, nos transportando para seu universo único! Essa é uma obra destinada aos fãs de uma excelente fantasia, um clássico precioso para todo leitor ter em sua estante! 

0 comentários:

Postar um comentário


Copyright © 2014 | 2016, Hoje é dia de Livro
Versão 2.1 | Hoje é dia de Livro