RECEBA NOVIDADES

Envie seu e-mail


27 de jan de 2016

Resenha | A Passagem

Hoje é dia de livro 0💬
Livro A Passagem
Autor (a) Justin Cronin
Editora Arqueiro
Páginas 816
Ano 2013
Classificação 5/5 ❤
(COMPRE EM OFERTA)
(CONTEÚDOS ESPECIAIS)

Primeiro, o imprevisível: a quebra de segurança em uma instalação secreta do governo norte-americano põe à solta um grupo de condenados à morte usados em um experimento militar. Infectados com um vírus modificado em laboratório que lhes dá incrível força, extraordinária capacidade de regeneração e hipersensibilidade à luz, tiveram os últimos vestígios de humanidade substituídos por um comportamento animalesco e uma insaciável sede de sangue.Depois, o inimaginável: ao escurecer, o caos e a carnificina se instalam, e o nascer do dia seguinte revela um país – talvez um planeta – que nunca mais será o mesmo. A cada noite a população humana se reduz e cresce o número de pessoas contaminadas pelo vírus assustador. Tudo o que resta aos poucos sobreviventes é uma longa luta em uma paisagem marcada pelo medo da escuridão, da morte e de algo ainda pior.Enquanto a humanidade se torna presa do predador criado por ela mesma, o agente Brad Wolgast, do FBI, tenta proteger Amy, uma órfã de 6 anos e a única criança usada no malfadado experimento que deu início ao apocalipse. Mas, para Amy, esse é apenas o começo de uma longa jornada – através de décadas e milhares de quilômetros – até o lugar e o tempo em que deverá pôr fim ao que jamais deveria ter começado.
●●●

Vampiros que brilham a luz do sol? Me desculpe mas nãããão! Depois de "A Passagem", é impossível e difícil aceitar qualquer caracterização de um ser tão cativo na ficção popular. Desde o século XVIII até os dias atuais, conhecemos por meio da literatura vários personagens vampirescos marcantes, mas nenhum desses, em minha opinião, chegarão a ser igual e/ou tão melhores quanto os seres formulados e criados por Justin Cronin.

Viral Badcock e Amy
Minha admiração engloba também todos os meios, fatos, lugares e principalmente os personagens dessa história.  O que me causa admiração foi a experiência de conhecer e estimar tantas personalidades singulares e distintas, cada uma causando seu próprio fascínio. Cronin conseguiu, com mestria, criar um ambiente onde seus personagens são totalmente bem aproveitados, um ambiente capaz de nos fazer adentrar na história, acabamos nos tornando também personagens e transpondo a barreira da ficção, vivenciando todos os episódios e acontecimentos juntos aos seus personagens. A meu ver, são raras as vezes em que um livro consegue tal proeza de proporcionar a sensação de se identificar e ao mesmo tempo de estar participando e vivenciando as situações com seus personagens.

A história em si é criativa e sensacional! Em um cenário bastante original mas também bastante familiar, conhecemos a genialidade de Cronin. O livro é a princípio tranquilo em seu início, levando quase 200 páginas para que os eventos pós-apocalípticos realmente aconteçam, mas em nenhum momento dessas quase primeiras 200 páginas a história chega a ser entediante, muito pelo contrário, é uma parte essencial para o desenrolar de toda a trama.

Inicialmente acompanhamos a árdua jornada do agente Brad Wolgast em manter Amy, uma criança de seis anos, a salvo de um experimento militar secreto, mas sem sucesso Amy acaba se tornando "a garota de lugar nenhum" e parte importante de todo o seguimento da história que incrivelmente evolui de um século a outro. Após isso, a história apresenta os traços de um mundo governado por vampiros assustadores e também de vários conceitos sobre a nova forma de sobrevivência do restante da humanidade, como por exemplo os novos hábitos e mudanças que ocorreram no convívio em sociedade, um novo estilo de vida que chega a ser parecido como o da era feudal. Ao longo da história conhecemos vários outros personagens desse futuro pós-apocalíptico e com eles acompanhamos a luta diária pela vida.

A escrita de "A Passagem" reúne características de suspense, ficção e horror mas Cronin vai muito além, ele consegue utilizar vários outros gêneros em sua história, indo do tradicional gênero policial, se aventurando no sobrenatural e passando pelo romance. É uma leitura para todos, pois é cativante, ambiciosa e divertida e quando você menos espera, já está completamente viciado, vivendo para saber seu desenrolar.

A Passagem é o primeiro livro de uma trilogia e vale lembrar que o terceiro e último livro The City of Mirrors, está previsto para ser lançado no dia 24 de maio de 2016 no exterior.

0 comentários:

Postar um comentário

BOOK LAUNCH
Lançamentos mensais!
Fique por dentro dos lançamentos das editoras parceiras.
Resenhas
da Ordem!
Confira o veredito dos livros das melhores editoras do Brasil.
NEWS
Confira as última notícias sobre tudo.
Hoje é dia de...
Vem descobrir!
Confira nossa breve opnião sobre as mais variadas coisas!
Você
sabia?
Curiosidades que vão além do mundo literário!
Listas
Confira a nossa seleção de diversos conteúdos!

Copyright © 2014 | 2016, Hoje é dia de Livro
Versão 2.1 | Hoje é dia de Livro