RECEBA NOVIDADES

Envie seu e-mail


6 de jan de 2016

Resenha | O Garoto dos Olhos Azuis

Carolina Guerra 0💬
Livro  O Garoto dos Olhos Azuis
Autor (a) Raiza Varella
Editora Pandorga
Páginas  352
Ano 2014
Classificação 5/5
(COMPRE EM OFERTA)

Bárbara é linda, loira e bem-sucedida. Desde que assistiu a uma cerimônia de casamento pela primeira vez, ainda criança, seu sonho é apenas um: percorrer o tapete vermelho da igreja, vestida de noiva. Porém, contrariando todas as suas expectativas, ao ser abandonada no altar, a vida de Bárbara desmorona. Ela decide voltar à cidade natal e passa a viver com os irmãos e mais dois amigos. Todos homens. Com a ajuda de Vivian, uma espécie de Barbie Malibu, Bárbara tenta superar sua decepção amorosa recente e uma da adolescência, que volta com tudo à sua memória: o garoto dos olhos azuis. Será que o cavalo branco só passa uma vez? É isso que Bárbara vai descobrir com bom humor, jogo de cintura e uma pitada de neurose, em O Garoto dos Olhos Azuis.

●●●

Raiza Varella, nasceu em São Paulo, Capital. É apaixonada por livros e animais quase tanto o quanto é apaixonada por Supernatural, Dr. House e fast food, quase! Tem preferência por filmes com finais felizes e ainda teima em acreditar em contos de fadas, abóboras e fadas madrinhas, com tanto que decidiu escrever seu próprio livro, O garoto dos olhos azuis é seu primeiro romance. Formada em direito e fissurada por amores impossíveis, mora na cidade natal com o marido, filho, dois cães e três gatas, todos cheios de personalidade própria.

Bárbara desde pequena sonha com o dia em que encontrará seu príncipe encantado, sonho cultivado por sua avó. Em um casamento, Bárbara criou o hábito de sempre olhar o noivo para ver seu olhar de adoração e felicidade (oi filme Vestida pra Casar!! :D). Assim ela cresceu, foi morar longe de sua família com duas amigas da faculdade, tornou-se uma advogada e ficou noiva. No dia de seu casamento, ela olhou para seu noivo esperando ver nos olhos dele o que via nos olhos dos noivos dos casamentos em que costumava ir, porém não viu, ele nem olhava para ela! Só isso já era um indício de que o casamento não daria certo. O pior acontece quando seu noivo diz, no meio da cerimônia, que quer ficar com sua melhor amiga e não com ela. Desolada e sem acreditar mais em príncipes encantados, Bárbara vai morar com seus dois irmãos e mais dois amigos, para tentar se recuperar do baque. Um dos amigos é Ian, um homem lindo, charmoso, médico e que, aparentemente, foge de compromissos. Ao conhecê-lo e ver seus lindos olhos azuis da cor do mar Bárbara, inevitavelmente, lembra do seu garoto dos olhos azuis, que a salvou de uma situação embaraçosa ainda criança, quando passava as férias na casa de sua avó, por  quem nutriu um amor platônico por anos. Ela nunca mais viu esse garoto mas ele permeou seus sonhos por muito tempo. A relação de Bárbara e Ian é hilária, ela consegue despertar o pior dele, impossível não rir quando esses dois se juntam. Preocupado com Bárbara, por ela passar muito tempo sozinha no apartamento, Ian contrata sua própria irmã, Vivian, para fazê-la companhia. Essa relação logo se estreita e tornam-se melhores amigas.

O Garoto dos Olhos Azuis é um conto de fadas moderno, cheio de romance, com um toque de drama e até uma pitada de romance policial. Foi uma deliciosa surpresa lê-lo, impossível parar de ler sem saber o que nos aguarda no próximo capítulo. 
PS: Prepare-se para uma ressaca literária ao lê-lo!

“...acho que a felicidade não é algo palpável, é simplesmente um estado de espírito. Uma hora você está feliz, outra não está e isso pode mudar em questão de segundos, com uma palavra, um gesto, uma música. Mas, mesmo que eu tente, mais nada chega ao fundo do meu sofrimento, entende? Nada é bom o bastante para me tirar desse torpor. Num momento estou bem; não feliz, mas bem, e então acesso uma lembrança e já fico péssima.”

“...você sabe o quanto é perfeito?
- Estou longe de ser perfeito – respondeu, mudando de expressão -, mas eu tentaria ser por você.”

“— Porque eu nunca senti por ninguém o que eu sinto por ela. Porque ela é única, é linda, é meiga e extremamente chata como só ela conseguiria ser, porque ela é meu primeiro e último pensamento do dia, porque seu cheiro me deixa louco e seu sorriso me desarma. Eu faria tudo por ela – olhei para a cama, - Eu trocaria de lugar com ela se pudesse.”

0 comentários:

Postar um comentário

BOOK LAUNCH
Lançamentos mensais!
Fique por dentro dos lançamentos das editoras parceiras.
Resenhas
da Ordem!
Confira o veredito dos livros das melhores editoras do Brasil.
NEWS
Confira as última notícias sobre tudo.
Hoje é dia de...
Vem descobrir!
Confira nossa breve opnião sobre as mais variadas coisas!
Você
sabia?
Curiosidades que vão além do mundo literário!
Listas
Confira a nossa seleção de diversos conteúdos!

Copyright © 2014 | 2016, Hoje é dia de Livro
Versão 2.1 | Hoje é dia de Livro