RECEBA NOVIDADES

Envie seu e-mail


5 de jan de 2016

Resenha | Louvre-Rivoli Estação Partida

Carolina Guerra 0💬
Livro Louvre-Rivoli Estação Perdida
Autores Fábio Fabato e Vera Marina
Editora Nova Terra
Páginas  171
Ano 2015
Classificação 4/5
(COMPRE EM OFERTA)

Um romance a quatro mãos que conta uma história de amor surgida por acaso. O livro conta a delicada história de um amor surgido através de um e-mail enviado por engano. Ela, Julia, mulher enigmática e apaixonada por receitas de doces. Ele, Paulo, um editor de livros que busca vida nova após o término inesperado de um relacionamento. Após muitas mensagens recheadas de confissões, a conexão dos dois corações acontece naturalmente. Rio de Janeiro e Paris juntos, como pano de fundo de um enredo que tem na estação de metrô parisiense Louvre-Rivoli um ponto de encontro e de emoções. Será que eles chegam lá? Com texto pra lá de inspirado, a obra – escrita por Vera Marina e Fábio Fabato, e com prefácio assinado pela presidente do Museu da Imagem e do Som (MIS) do Rio de Janeiro, Rosa Maria Araújo –, une dois jornalistas apaixonados pelas letras. Vera dá asas à sua habilidade com as palavras, construída por anos de trabalho em veículos de imprensa do Rio Grande do Sul e Brasília. Já Fabato - autor de quatro livros -, é considerado um dos maiores pesquisadores e analistas do carnaval carioca, com obras premiadas de sua autoria. É, ainda, comentarista da Super Rádio Tupi.Amigos de longa data e parceiros profissionais, a dupla decidiu construir a obra de forma coletiva diariamente após o expediente. Nasceu assim uma espécie de romance epistolar pós-moderno, na carona de cartas de amor online na redação do trabalho. Fábio brinca que "em época de redes sociais, 140 caracteres e Whatsapp, receber um e-mail de amor virou artigo bastante valioso e quase em extinção...". Outro detalhe interessante é a diferença etária entre os autores, de quase 30 anos.A trama se passa em 2003 e 2004, antes do boom de redes sociais como o Facebook e o Twitter e, claro, não dispensa uma boa dose de mistério, só desvendado no fim. Como diz Rosa Maria nas primeiras páginas, “o maior trunfo do livro é o golpe de teatro, o elemento surpresa que os autores nos oferecem magistralmente (...). Uma obra digna de Balzac, Eça de Queiroz, Machado de Assis”. Como uma rede, ela conecta, envolve, desafia. E não deixa de emocionar. Embarquem nessa estação!



●●●

Fábio Fabato ou, como na certidão de nascimento, Fábio Torres de Bastos, é jornalista, escritor e pesquisador de cultura popular. Possui cinco livros publicados e vive em estado de saudade permanente da voz doce do metrô parisiense anunciando o título desta obra aqui.

Vera Marina da Cruz da Silva é jornalista, com passagens por grandes veículos do Rio Grande do Sul e Brasília. Amante da língua francesa, visitar Montmartre de novo e sempre, jamais deixa de constar dos seus planos.

O que você faria se encontrasse um envelope de papel pardo em um lixo com os dizeres "Para quem quiser descobrir"? Você abriria ou deixaria o envelope no lugar onde achou para que outra pessoa decidisse o que fazer com ele? Foi exatamente isso que aconteceu com Claudia, personagem do livro Louvre-Rivoli Estação Partida. Apesar de ter hesitado, ela cedeu à curiosidade e abriu o envelope de papel pardo para descobrir emails trocados entre Julia Amora e Paulo Souto. Julia e Paulo começaram a trocar emails por um erro cometido por Julia, erro pequeno, uma troca de letras ao enviar um e-mail para um amigo, mas que a levou a encontrar Paulo. Paulo poderia ter ignorado o e-mail de Julia ou apenas tê-la avisado que não era o Paulo certo, mas ficou curioso a respeito da história que Julia contou e quis saber mais, e nesse vai e vem de mensagens passaram a ser indispensáveis um na vida do outro. Engraçado como o ser humano se acostuma a tudo, não é mesmo? E um se acostumou ao outro... Julia misteriosa que adora testar novas receitas e Paulo editor de livros que nada tem de misterioso, tão diferentes e ao mesmo tempo tão iguais, um tornou-se o porto seguro do outro para sobreviverem à essa louca realidade que somos submetidos todos os dias.

Louvre-Rivoli Estação Partida é sobre a vida como ela é, seus encontros e desencontros, sobre um amor que nasceu sem que ninguém percebesse mas que se alastrou, tornando inimaginável viver sem ele. Nós do Hoje é Dia de Livro recomendamos esse livro.

0 comentários:

Postar um comentário


Copyright © 2014 | 2016, Hoje é dia de Livro
Versão 2.1 | Hoje é dia de Livro